Quando a barragem digital se rompe

Capa the hack.gif
 

Como se não bastassem os resultados catastróficos da tragédia de Brumadinho — que, até o momento em que esta matéria foi escrita, somava 110 mortos e 238 desaparecidos —-, a Vale S.A. agora enfrenta outra dor de cabeça. Uma das maiores mineradoras do mundo (e a maior do Brasil) sofreu um vazamento de documentos supostamente confidenciais nesta última semana. No total, foram mais de 40 mil arquivos enviados ao TecMundo por uma fonte que preferiu se manter no anonimato.

Ao que tudo indica, a invasão não se aproveitou de brechas ou de vulnerabilidades em sistemas da multinacional, mas sim de uma falha de configuração no SharePoint, plataforma da Microsoft que permite a criação de intranets e facilita a troca de conteúdo em equipes. Trata-se de uma “tendência” que está se tornando comum; recentemente, nós mesmos noticiamos a existência de um servidor ElasticSearch aberto na web que estava expondo dados sensíveis de cidadãos brasileiros.

De acordo com o TecMundo, a “coleção” inclui documentos que mostram como a Vale S.A. lida com incidentes de trabalho e ocorrências em geral, não só no Brasil, mas também no  Canadá, Moçambique, Nova Caledônia e Indonésia. Isso inclui relatórios de colisões de ônibus que transportavam funcionários, registros de assaltos a mão armada dentro de dutos e assim por diante. Cada incidente é classificado de acordo com sua severidade “Real” e “Potencial”; alguns deles foram categorizados como “Catastróficos” e “Críticos”.

Em nota, a Vale afirma que os documentos em questão não são confidenciais e fazem parte do processo natural de registro de incidentes da companhia — porém, todos os arquivos trazem, em seus rodapés, o comentário “USO INTERNO: Este documento é de propriedade da Vale e deve ser usado somente em comunicações internas”. Além disso, mesmo se a empresa estivesse falando a verdade, os relatórios incluem dados pessoais de colaboradores, que de forma alguma poderiam ser expostos dessa maneira.

É importante observar que a Vale atualmente conta com R$ 12,6 bilhões bloqueados pela Justiça brasileira para pagar eventuais danos ambientais, trabalhistas e logísticos da tragédia de Brumadinho. Além disso, ela já recebeu um total de R$ 500 milhões em multas e terá que reduzir sua produção de minério de ferro em 40 milhões de toneladas, visto que outras barragens em situação de risco serão temporariamente desativadas.


While you were sleeping...

  • O Facebook quer integrar todos os seus apps — WhatsApp, Messenger e Telegram — em um lugar só. Acontece que já tem muita gente achando isso estranho e até a União Europeia questionou a rede social a respeito do assunto.

  • O iCloud pode ter sofrido com uma brecha de segurança no ano passado que a Apple preferir manter como segredo. A falha permitia a visualização parcial de dados de usuários, principalmente anotações.

  • Um grupo de especialistas em blockchain pretende lançar um seriado televisivo sobre criptomoedas. O nome da produção seria Cryptos e já tem até trailer. Será que vai ficar bom?

 
 
 

GOSTOU?

Se inscreva e receba nossa newsletter com mais conteúdos bacanas como este.

COMPARTILHa com a galera.