'Sextortion' is the new black

Capa Animada TH 17.gif
 

Existe um novo golpe se espalhando pela internet. A moda da vez entre os estelionatários é enviar um email para vítimas aleatórias dizendo que elas foram hackeadas e gravadas pela webcam enquanto assistiam a filmes adultos (ouch). O internauta é convencido a pagar uma taxa (geralmente de US$ 3,2 mil em bitcoins) para que o criminoso não encaminhe tal material constrangedor para seus contatos nas redes sociais.

O mais bizarro é que, para tornar a atuação ainda mais convincente, os meliantes vasculham vazamentos de dados antigos, escolhem uma senha qualquer e enviam a mensagem para o email associado com tal, colocando-a diretamente no campo de “Assunto”. Visto que muitas pessoas utilizam a mesma password em diferentes serviços e sites online, é natural que a maioria dos internautas entrem em desespero ao ser contatados por “um hacker que sabe a sua senha”.

Obviamente, a tal ameaça (apelidada de sextortion ou “sextorsão”) não faz sentido algum — não, você não foi hackeado, não foi gravado e tampouco existe um keylogger registrando tudo o que você faz no computador. Mesmo assim, alguns pesquisadores resolveram rastrear as carteiras de criptomoedas oferecidas pelos golpistas e detectaram transações no valor pedido. Estima-se que os criminosos já tenham lucrado pelo menos US$ 250 mil.

Sendo assim, o mais recomendado nesse tipo de situação é ignorar o email malicioso, não pagar a taxa requisitada e trocar imediatamente a senha de qualquer site no qual você ainda esteja utilizando a password vazada. E, se quiser, é claro, sempre existe a alternativa de adquirir um protetor de webcam… Sabe como é, para evitar futuras dores de cabeça.


While you’re sleeping...

  • Pesquisadores descobriram que é possível extrair chaves de criptografia de microchips apenas ouvindo o barulho que eles fazem;

  • A Dixon Carphone anunciou que o vazamento de dados ocorrido em 2017 foi pior do que o previsto: ele afeta cerca de 10 milhões de clientes — e não apenas 1,2 milhões como acreditávamos até então;

  • Inspirado nas criptomoedas, o McDonald’s lançou a MacCoin, uma moeda física original que só serve para comprar hambúrgueres — ou para fins de colecionismo;

  • Criminosos infectaram mais de 200 mil roteadores da marca MikroTik com malware de mineração de criptomoedas;

  • A Apple se tornou a primeira empresa a atingir um market cap de US$ 1 trilhão. Um acontecimento histórico, my friends.

 
 
 

GOSTOU?

Se inscreva e receba nossa newsletter com mais conteúdos bacanas como este.

COMPARTILHa com a galera.