Read, hack, repeat

Agora você pode usar wallpapers, ícones e temas do Red Star OS no seu Linux

Ramon de Souza 0 min

O mercado da computação pessoal lá na Coreia do Norte é bizarro e todo mundo sabe disso. A internet em si é disponibilizada apenas para estrangeiros e agentes governamentais, sendo que o resto do país utiliza a Kwangmyong, uma espécie de intranet altamente censurada que possui apenas aquilo que o governo acredita ser saudável que o cidadão comum tenha acesso — e, justamente por conta disso, ela é totalmente gratuita.

Mais estranho ainda é o fato de que (caso você ainda não saiba) os computadores lá não rodam Windows, mas um sistema operacional próprio baseado em Linux e batizado de Red Star OS. Em sua mais recente compilação (3.0), ele utiliza o ambiente de desktop KDE 3 e possui um interface customizada claramente inspirada nas versões mais antigas do macOS. Em seu cerne, é claro, existem ferramentas para monitorar o que é acessado ou executado.

Agora, se por algum motivo qualquer — possivelmente por pura curiosidade — você sempre quis experimentar tal sistema operacional, saiba que se tornou possível emulá-lo com perfeição em seu Ubuntu ou Kubuntu. Um desenvolvedor misterioso conhecido como BlackOtton disponibilizou, no GitHub, os papéis de parede, os temas e os ícones retirados diretamente do Red Star OS 3.0. É só baixar e se divertir.

Um dos papéis de parede do Red Star OS (Reprodução/BlackOtton)

O internauta garante que os arquivos funcionaram bem em instalações Ubuntu 18.04 e Kubuntu 20.04; os efeitos sonoros são os mesmos do KDE 4, então você não terá dificuldade para encontrá-los na web. Ademais, todos os metadados dos documentos originais foram removidos, mas o próprio programador ressalta que, se você quiser maior segurança, é melhor usar uma máquina virtual.

Vale lembrar que nem a The Hack e nem qualquer outro especialista em segurança realizou uma análise técnica dos arquivos disponibilizados por BlackOtton para garantir que seja realmente seguro utilizá-los; sendo assim, não endossamos seu uso indiscriminado. Brinque por sua própria conta e risco.


Fonte: GitHub/BlackOtton

Compartilhar twitter/ facebook/ Copiar link
Você se inscreveu com sucesso no The Hack
Bem vindo de Volta!
Massa! Você se registrou com sucesso.
Sucess! Sua conta está completamente ativada.