Read, hack, repeat

Cientistas criam “garganta artificial” para reverter danos em cordas vocais

Ramon de Souza 0 min

Um grupo de pesquisadores oriundos de diversas universidades chinesas conseguiram desenvolver um protótipo de um invento bastante curioso: uma “garganta artificial” que pode devolver o dom da fala para quem sofre de mudez. O aparelho em si é composto por um finíssimo circuito de grafeno posicionado sobre uma folha de filme de álcool polivinílico, que, com a ajuda de água, pode ser “colado” na pele humana como uma tatuagem temporária.

Uma vez “implantada”, essa tattoo eletrônica é conectada, através de eletrodos, a um microcomputador, um decodificador e um amplificador de sinais. Toda essa aparelhagem é capaz de analisar os movimentos da garganta do usuário e traduzir essas pequenas nuances em ondas sonoras, possibilitando a reprodução de palavras — durante os testes, a cobaia conseguiu pronunciar coisas simples como “Ok” e “Não”.

(Divulgação: ACS)

Vale lembrar que a voz humana é fruto de pequenas vibrações no ar causadas por nossas cordas vocais, que são compostas por um frágil tecido musculoso. Qualquer dano nessas estruturas pode comprometer ou até mesmo impedir completamente a fala de forma permanente. O indivíduo pode já nascer com alguma deformação em suas cordas vocais ou sofrer alguma avaria na idade adulta; em ambas as situações, o invento chinês seria útil.

Focada em melhorar a invenção — que, em seu estágio atual, não poderia ser usada de forma ininterrupta por ser incômoda demais ao usuário —, a equipe conseguiu financiamento de diferentes programas e fundações da China.


Fonte: ScienceDaily, ACS

Compartilhar twitter/ facebook/ Copiar link
Você se inscreveu com sucesso no The Hack
Bem vindo de Volta!
Massa! Você se registrou com sucesso.
Sucess! Sua conta está completamente ativada.