Read, hack, repeat

Privacidade: aprenda a requisitar seus dados de apps, sites e plataformas online

Ramon de Souza

As legislações de proteção de dados já se espalharam pelo mundo — temos a europeia General Data Protection Regulation (GDPR), a brasileira Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e até alguns textos bem específicos para uma determinada região, como a californiana Shine The Light Act. Embora elas tenham características distintas, todas elas servem ao mesmo propósito: dar ao usuário final um controle mais refinado sobre suas informações pessoais no universo digital.

O advento dessas regulações criou um consenso muito bem-vindo no mercado de soluções tecnológicas: toda empresa, aplicativo, site ou plataforma online deve (ou ao menos deveria) fornecer, a pedido do usuário, todos dados que detém a respeito dele. Ou seja: quer conferir tudo o que o Facebook sabe sobre você? Pode. Quer descobrir o quão bem a Uber te conhece? Pode. Acha que o Tinder está guardando segredos demais sobre sua vida amorosa e quer dar aquela checada? Também pode.

Obviamente, o caminho para fazer essas requisições é diferente em cada empresa. Algumas delas oferecem um simples botão para você clicar e receber instantaneamente todos os dados compactados em um arquivo ZIP; em outros casos, é necessário preencher um formulário que será analisado e respondido individualmente por um funcionário. Por isso, a nossa dica de hoje é o My Data Request, um site gratuito que te ajuda no processo de requisição para mais de 100 companhias diferentes.

(Reprodução: My Data Request)

É importante ressaltar que o serviço não faz as requisições por você: ele simplesmente lhe dá as instruções de como fazê-lo para cada app ou plataforma que o internauta desejar, provendo links diretos e até mesmo modelos prontos para os casos em que seja necessário enviar um email, por exemplo. Nenhuma informação pessoal é armazenada ou sequer processada pelo My Data Request, o que o torna uma ferramenta confiável, segura e um tanto útil.

Exemplo de modelo para carta de requisição (Reprodução: My Data Request)

Entre os nomes que estão cadastrados no serviço (e que fazem sucesso no Brasil), podemos destacar Facebook, Twitter, Uber, Tinder, LinkedIn, Slack, Airbnb, YouTube, PayPal, Waze, Foursquare, Evernote, Snapchat, Instagram, WhatsApp, Safari, Spotify, Dropbox, Coinbase, Netflix, Skype, Pinterest, Outlook, Telegram, VSCO e vários produtos da Google (Gmail, Photos, Maps etc.). Para obter as instruções de como requisitar os dados de cada um, basta entrar no My Data Request e clicar no ícone de cada um.

Acesse o My Data Request aqui.


Conteúdo oferecido por Krav Mabytes.

Share twitter/ facebook/ copy link
Please enter at least 3 characters 0 Results for your search

Que tal falar conosco sobre parcerias e oportunidades?

Vamos tomar um café. Mande um email para hello@thehack.com.br.